Pular para o conteúdo principal

Big Brother Angola Moçambique: Quem irá vencer a terceira edição?


O Big Brother está de volta e traz mais uma novidade. A produção do reality show mais assistido no país decidiu implementar mais ritmo e cultura ao unir Angola e Moçambique em uma só casa. 

A terceira edição terá início no dia 20 de Março e promete trazer drama, amor, luta e jogos pesados aos telespectadores.Os participantes da casa serão 50% angolanos e 50% moçambicanos, cujas diferenças prometem entreter. Uma vez que partilham o mesmo idioma, o diálogo e a convivência entre os participantes será, certamente, facilitado.

No casting em Angola, que teve lugar nas instalações da MultiChoice, registou-se uma grande adesão por parte dos angolanos, mas a presença de Moçambique não foi tão visível."Os moçambicanos recebem pela primeira vez um reality show com esta magnitude e por ser algo novo, poucas pessoas aderiram. O mesmo aconteceu com Angola na primeira edição e isso deixa-nos descansados”, esclareceu Adilson Garcia Director de Marketing da MultiChoice.

Segundo Adilson, a vontade de inovar é sempre muito grande por parte da organização, e a ideia de unir os dois países surgiu pelos laços culturais e de irmandade que carregam em sua história.“O que levamos para os nossos telespectadores é sempre algo diferente e dessa vez não fugimos à regra. Queremos que os fãs do show conheçam melhor cada povo em diferentes atitudes diárias. Há muita coisa que os angolanos não sabem sobre os moçambicanos e vice-versa e nós queremos fazer isso acontecer e ao mesmo tempo entreter os fãs”, esclareceu Adilson.Serão 64 dias de muito drama e diversão, com grande foco na interacção dos representantes de duas sociedades africanas com diferenças em vários aspectos.

A selecção dos participantes foi feita por especialistas em avaliação de comportamentos e por psicólogos, para assim evitar e controlar quaisquer conflitos desnecessários.Os prémios de participação continuarão a ser dados a cada participante após cada eliminatória. 

A surpresa boa que os concorrentes ainda não sabem é que este ano, para além do prémio em dinheiro, haverá também uma viatura desportiva.A produção deu a Dicla Burity o prazer de dividir o palco com o apresentador moçambicano Emerson Miranda, pertencente ao canal Big Box, dando assim à gala do Big Brother um tempero “maningue nice”.

De acordo com a produção, as plataformas de votação serão as mesmas, como é o caso do Website e Mobisite do Big Brother, e da aplicação Wechat para Angola e Moçambique. Além disso, as votações via sms continuarão activas.

A primeira edição do Big Brother foi lançada em 2014, em que o polémico Luis Larama foi o vencedor. Já no ano 2015 o tema “Duplo impacto” foi a escolha surpreendente da produção, o que gerou emoções constantes. Porém, foi a amizade de Luna e M. Norway que mereceu o maior número de votos, sagrando-se vencedores na segunda edição.

O Big Brother é um reality show exclusivo da Dstv e é um programa restringido para maiores de 18 anos de idade. Tal como nas edições anteriores, o SAPO vai acompanhar as diversas notícias sobre os concorrentes, votações e saídas com publicações regulares.

Fonte: Sapo Angola

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre na nigeria a primeira mulher piloto de Helicóptero

A Força Aérea nigeriana (NAF) anunciou hoje (15/04), a morte da primeira mulher piloto de helicóptero Late Arotile, devido a ferimentos causados ​​por um acidente de viação NAF Base Kaduna. "É com muita tristeza que a Força Aérea da Nigéria (NAF) anuncia com tristeza a morte infeliz do oficial voador Tolulope Arotile, que morreu em 14 de julho, como resultado de ferimentos na cabeça sofridos por um acidente de trânsito na NAF Base Kaduna.⁣ “Até sua morte, o oficial voador Arotile, que foi comissionado na NAF em setembro de 2017 como membro do Curso Regular 64 da Academia de Defesa da Nigéria, era a primeira mulher piloto de helicóptero de combate do Serviço. ” “Durante sua curta mas impactante permanência no Serviço, a falecida Arotile, que veio de Iffe na área do governo local de Ijumu, no estado de Kogi, contribuiu significativamente para os esforços para livrar os Estados da América do Norte de bandidos e outros elementos criminosos, realizando várias missões de combate

Rapper sul-africano, AKA se recupera do coronavírus após 13 dias

O rapper sul-africano Kiernan Jarryd Forbes ou simplesmente AKA, se recuperou da doença que assola o mundo depois de ter revelado ter a doença na semana passada. O rapper revelou seu resultado positivo através de um comunicado divulgado nas redes socias na semana passada, onde compartilhou o seu isolamento com todos, já que pretende ser transparente  Com isso, o rapper partilhou  hoje (15/07), no seu Twitter que se recuperou do vírus depois de 13 dias.

Covid-19: Jair Balsonaro volta a testar positivo

Bolsonaro voltou a testar positivo ao novo coronavírus, depois de oito dias do primeiro exame, Jair revelou não ter febre desde o dia 6, nem outros sintomas da Covid-19. Porém, o presidente realizou também análises sanguíneas e um exame ao coração que, de acordo com o próprio, apresentaram resultados normais. Segundo a Tv Miramar, desde que testou positivo à Covid-19, no passado dia 7 de junho, Bolsonaro está em isolamento no Palácio da Alvorada, a sua residência oficial. Na conferência de imprensa que realizou nesse mesmo dia, o presidente desvalorizou o diagnóstico.