Cabeçalho

sábado, 23 de maio de 2020

Mergulhadores descobrem WAKANDA nas profundezas do mar na Tanzânia


A Descoberta de Wakanda. Da Ficção Para á Realidade.

Wakanda não foi descoberto (a) em terra, mas sim, nas profundezas do oceano na região de Zanzibar na Tanzânia (Afrika).

O caríssimo leitor deve estar curioso em saber como foi possível. Mas não se trata do país fictício criado pela Marvel, mas sim de uma nova espécie aquática, descoberta na região de Zanzibar.

Ora bem. Nas profundezas do oceano na região de Zanzibar (Tanzânia) esconde-se um pequeno peixe de cores vibrantes batizado de "Wakanda" (Cirrhilabrus wakanda). Isso mesmo, uma homenagem ao fictício país afrikano do filme Pantera Negra.

Segundos os pesquisadores responsáveis pela descoberta do peixinho, suas escamas arroxeadas lembram figurinos do filme da Marvel.

O animal ganhou também um apelido: Vibranium, metal fictício (criado pela Marvel) que é uma das razões da prosperidade de Wakanda. 

O peixe pertence à espécie fairy wrasse, C.Wakanda tem uma linda belas escamas roxas, como podem ver no artigo.

Quando pensamos na natureza secreta e isolada desses recifes africanos inexplorados, vimos que tínhamos que nomear essa espécie de Wakanda”, diz Yi-Kai Tea, doutorando em icitologia na Universidade de Sidney.”

Por trás da descoberta estão a Universidade de Sidney e a Hope for Reefs (Esperança para os Recifes, tradução livre) da California Academy os Sciences, uma iniciativa global de pesquisa e conservação das “florestas tropicais do oceano” crucial para enfrentar a crise climática que afeta recifes no mundo todo.

A espécie vive entre 60 e 150 metros de profundidade, muito abaixo do nível em que os mergulhadores desportivos podem chegar. Os mergulhadores da Hope for Reefs são treinados para ir até essas profundezas, o que permite que estudem os corais bem de perto, graças a equipamentos especiais de respiração de grande autonomia.

É caso para dizer, #WakandaForever

Fonte : Mega-Curioso / California Academy of Sciences / Universidade de Sidney / Hope For Reefs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe ficar o seu comentário.

Tecnologia do Blogger.