Cabeçalho

terça-feira, 23 de junho de 2020

Comiche solidário com as vítimas do incêndio no Xipamanine


A luz do dia mostra o impacto da devastação provocada pelas chamas, no mercado Xipamanine, na cidade de Maputo. Sete estabelecimentos ficaram total ou parcialmente destruídos, na sequência de um incêndio registado na noite de ontem. 

As mercadorias deram lugar a cinza. Temperos, perfumes e outros cosméticos não resistiram ao fogo que chegou depois da reorganização do mercado, no quadro da prevenção do novo coronavírus.

A manhã que podia ser de mais algumas vendas foi destinada às limpezas. Maior parte dos afectados chegou por volta das 21 horas e junto com os bombeiros tentavam apagar o fogo.

"Chegámos às 21 horas e tal, mas já estava tudo acabado, apenas ajudamos os bombeiros" revelou um dos afectados.
O Serviço Nacional de Salvação Pública avançou, preliminarmente, que se trata de um curto-circuito de um dos postes de energia dentro do mercado.

O edil da cidade de Maputo, Eneas Comiche fez-se presente ao local e solidarizou-se com as vítimas, porém não deixou de frisar que, "Há danos, mas o mais importante é que não temos perda de vidas humanas", disse.

Comiche, aproveitou igualmente para se inteirar do serviço de reestruturação do mercado de Xipamanine, levado a cabo na semana passada e mostrou satisfação. Agradeceu também aos vendedores pela colaboração no trabalho feito pela edilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe ficar o seu comentário.

Tecnologia do Blogger.