Cabeçalho

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Moçambique: Vítimas dos ataques não têm o que comer


Cerca de 200 pessoas refugiaram-se para a vila de Gondola, temendo ataques protagonizados por homens armados no interior daquele distrito. Os deslocados não têm o que comer e onde dormir.
Os homens armados que protagonizam ataques ao longo das estradas nacionais número um e seis, já começam a actuar no interior do distrito de Gondola. Semana passada escalaram o povoado de Mucorodzi, onde, além de queimar uma viatura de um operador madeireiro, ameaçaram a população local.
A população viu-se forçada a abandonar a região e, neste momento, está a construir pequenos abrigos na zona de Mazicuera. Ali homens, mulheres e crianças não têm o que comer, uma vez que não tiveram tempo para levar bens alimentares.
A administradora do distrito de Gondola, que assegura que as Forças de Defesa e Segurança já estão no terreno para repor a tranquilidade, diz que neste momento o Governo está a mobilizar apoios para as famílias poderem ter pelo menos alimentos.
Fonte: Opais 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe ficar o seu comentário.

Tecnologia do Blogger.